DO: esta é a mochila que o vai deixar mais seguro

Em todo o mundo, há mais de 400 mil assaltos por dia. Por isso, nada melhor do que uma mochila que alia segurança ao design para prevenir assaltos. A DO é a primeira marca portuguesa a fazê-lo, criada especialmente para pessoas que se movimentam em grandes metrópoles, entre autocarros e metro, onde a segurança dos seus bens é essencial.

Posto isto, a DO apresenta fechos na mochila colados às costas, o que permite uma maior segurança daquilo que tem guardado, segundo avança a marca, sendo possível alcançar aquilo que pretende rapidamente. Tem bolsos onde pode colocar, separadamente, o passe de transporte, uma garrafa de água, entre outros bens materiais.

Esta mochila foi pensada para destros e esquerdinos, apresentando ainda uma pega superior reforçada e uma alça lateral que permitem um transporte mais clássico. No seu interior tem um bolso principal que possibilita a sua abertura, à semelhança de uma mala de viagem.

Disponível nas cores preta e cinza, DO foi confecionada, de acordo com a marca, com um material duradouro e o preço especial de pré-venda até ao lançamento é de 75 euros.

Veja o vídeo, as fotografias e encontre novidades de outros gadgets na edição de março, que está nas bancas e na qual damos a conhecer mais de 200 gadgets. O nosso especial do mês? Um tema central com mais de 50 equipamentos tecnológicos inovadores, ou seja, as novidades mais recentes no mundo da tecnologia!

Artigos relacionados

Computer Card: o computador Intel em forma de cartão de crédito

Este computador pode ser transportado no bolso, tem o nome de Computer Card e revela-se com processadores equivalentes aos dos Macbooks de 12 polegadas.

Gadgets para a casa – Episódio 3: Optoma ML330: apenas 460 gramas de projetor HD!

Aqui está um projetor LED (1.280 x 800) com Wi-Fi, Bluetooth, HDMI e MHL, sendo que também pode reproduzir a partir de cartões SD ou porta USB. Melhor: é Android,

E-vone: uns ténis que dão o alerta em caso de queda

Um gadget a pensar na saúde e bem-estar dos mais velhos. E nada melhor do que uns ténis com sensores que dão conta de todas as quedas… Pois é, a